Investigação científica e cultural em saúde

Ao receber a notícia abaixo achei interessante quando li a menção à necessidade da investigação científica e cultural para melhor oferecimento de serviços de saúde.

O Portal da Medicina Oral concorda integralmente com a ideia, pois não há ciência, em saúde, sem que valores culturais (políticos, sociais, psíquicos) estejam agregados.

E isto vale também para a Estomatologia (denominação como se chama a Odontologia em Angola).

_____________________________

Lubango – O director da Escola Técnica de Formação Profissional de Saúde (ETPS), David Luís, sugeriu hoje, no Lubango, província da Huíla, a necessidade dos quadros do sector da saúde no sentido de promoverem a investigação científica e cultural para a obtenção de conhecimentos dos problemas de saúde no seio das populações.
Em declarações à Angop, o interlocutor apontou ser uma vontade contínua do especialista de saúde aplicar com profundidade estes conhecimentos, para que no exercício da sua actividade consiga propor e tomar medidas de prevenção de qualquer tipo de patologia, desde que sigam as normas da ética e deontologia profissional regulamentada pelo Ministério da Saúde.
Aconselhou os especialistas na área de análises clínicas, radiologia, estomatologia, parteiras, cirurgia, medicina geral, ortopedia, entre outros, a buscarem mais conhecimentos nestes domínios.
Veja mais aqui.

_______________________________

Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *