Encontro de Medicina Oral e Odontologia Hospitalar em Belém

No último sábado foi realizado o encontro de MO-OH no CRO-PA, organizado pela Comissão de Odontologia Hospitalar do Pará (composta pelas colegas Rosely Maria dos Santos Cavaleiro, Helena do Nascimento Araujo Rodrigues e Aline Silva Magalhães Melo).

Da esquerda para a direita, Dra. Aline, Profa. Roseli, Dr. Roberto Pires e Dra. Helena

Na atividade foram expostas, pelo Prof. Paulo Pimentel, algumas das situações que são comumente encontradas pelo cirurgião dentista atuante no ambiente hospitalar, assim como as mais recentes notícias sobre a organização das comissões de MO-OH ligadas aos conselhos de Odontologia do país.

Chamou a atenção a presença de colegas de diversas entidades paraenses, áreas de atuação e também de outros municípios deste imenso estado.

Dra. Ana Paula Braúna, de Tucuruí, interessada na Odontologia Hospitalar e na portaria 1.032

Dra. Ana Paula Braúna, de Tucuruí, interessada na Odontologia Hospitalar e na portaria 1.032

Paulo Pimentel e Dra. Clélia, pioneira no atendimento aos pacientes com necessidades especiais

Paulo Pimentel e Dra. Clélia, pioneira no atendimento aos pacientes com necessidades especiais

O Presidente do CROPA, Dr. Roberto Pires, garantiu que há todo interesse da instituição em colaborar para a legitimação e normatização da área junto aos demais conselhos e perante o CFO.

Informou também que tem trabalhado para divulgar a área da halitose e da prevenção do câncer bucal no Pará, citando até a existência de uma região onde o consumo de tabaco em rolo diretamente na mucosa oral é endêmico, exigindo estudos epidemiológicos e esclarecimento da população.

Na oportunidade tomamos conhecimento do interesse das colegas Roseli, Aline e Helena de organizarem também um curso de Odontologia em cuidados intensivos com o apoio da SOBRATI. A data ainda não está fechada mas provavelmente será iniciado em agosto de 2012.

2 ideias sobre “Encontro de Medicina Oral e Odontologia Hospitalar em Belém

  1. Muito esclarecedora a palestra do professor Paulo Pimentel. Foi importante a colocação, e estou de acordo que a Odontologia está muito fragmentada nas especialidades e que o CRO tem que ser o órgão que regulamente os aperfeiçoamentos e capacitações da área.

    Parabéns, professor Paulo, por sua perspicácia e bom senso, frente à Odontologia Hospitalar!

    Esperamos pelas boas resoluções do encontro em BH!

    Vale ressaltar: a professora Clélia foi e é um ícone da História da Odontologia para Pacientes Especiais no Brasil.
    Será de grande valia a a divulgação de sua atuação.

  2. Obrigado Paula, vamos lutando.
    Aproveito para dar 2 recados que virarao post em breve.
    1- quem tiver referências historicas sobre CDs atuando na medicina oral e odontologia hospitalar (sentido amplo) me envie para construirmos um calendário do histórico da MOOH no Brasil. Cito, de memória, por exemplo Ernesto e Marcos Salles Cunha (UFF), José Carlos Borges Teles e Abel Cardoso (UFRJ), Nataldo Alexandre (HCF), Jaime Guitman (INCA) e Wellington Cavalcanti (HEMORIO) no Rio de Janeiro. Lembro ainda que no CIOSP estava presente um colega do RS que foi fundador do serviço Odontológico do Grupo Hospitalar Conceiçao. Estas pessoas precisam ser lembradas, assim como a Prof. Çlelia, e o Portal está aqui pra isso também.
    2- Pedirei que quem já estiver sendo remunerado pela.portaria 1.032 do MS que se manifeste.
    _________________
    No mais foi ótima a curta, porém valiosa, estada em Belém. Espero voltar um dia.

Deixe uma resposta