Pacientes com dor muscular e bruxismo refratário a tratamento com placa

Prezados colegas do Rio de Janeiro,

Quem porventura tiver conhecimento de pacientes com dor muscular orofacial severa decorrente de bruxismo refratário (que não respondeu) ao uso de dispositivos oclusais, ou outros tratamentos de rotina, me avise (telefone 8885-0811, ou email: paulopimentel@medicinaoral.com.br).

Estamos desenvolvendo um protocolo de uso de toxina botulínica no Hospital Federal dos Servidores para estes casos e temos material para ser utilizado em até 20 pacientes. Mas que não pode passar do dia 30 deste mês.

Outros protocolos serão também desenvolvidos para mioespasmo, luxação recorrente da ATM, distonias e bruxismo em pacientes com distúrbio cognitivo, mas estes casos devem esperar a chegada de novos lotes.

Uma ideia sobre “Pacientes com dor muscular e bruxismo refratário a tratamento com placa

  1. Dr. Paulo, sofro de bruxismo desde a infância. Minha primeira placa foi a de silicone, depois passei a de resina (rígida) porém após os primeiros meses do uso continuado o problema sempre retorna. Acordo pelo menos 3a4 vezes por semana com fortes dores de cabeça. Atualmente só vou dormir após completamente exaurida. Creio que esteja tentando evitar a dor que sei que sentirei no dia seguinte. Não sei mais o que fazer/tentar. Meus dentes já apresentam elevado nível de desgaste e sensibilidade. Além disto não é raro os ter com mobilidade, apesar do uso da placa.
    Encontrei este post só agora e se for possível gostaria muito se ser avaliada para inclusão neste programa.
    Atenciosamente,
    Wanya

Deixe uma resposta