Odontologia deve ser ensinada junto com a Medicina

A ideia de que Odontologia e Medicina têm as mesmas necessidades acadêmicas são defendidas neste portal desde sua existência. Mas, há muitos cirurgiões dentistas no meio acadêmico e gestores da educação em geral que não pensam assim.

Como o modelo de ensino odontológico no país ainda privilegia as ações restauradoras e técnicas muito do potencial dos futuros cirurgiões dentistas se perde pela falta de capacidade de lidar com as situações do conhecimento básico.

No editorial de dezembro da principal revista mundial sobre Medicina Oral, da Academia Americana de Medicina Oral, é apresentada esta ideia baseada em modelos acadêmicos que vêm sendo aplicados em Harvard e em outras universidades dos EUA pelo Professor Leon Assael, um Cirurgião Bucomaxilofacial.

Veja o texto original em: http://download.journals.elsevierhealth.com/pdfs/journals/2212-4403/PIIS2212440312015064.pdf.

Abaixo alguns tópicos do texto que nos fazem refletir:

 “Programas estruturados surgiram nas últimas décadas para promover a educação baseada na escola médica para dentistas. Eu vivi muito desta história pessoalmente,… “

“A educação em separado, apesar de igual, é sempre desigual. As escolas médicas têm acesso a maiores recursos e tem os líderes de conteúdo em seu meio…”

“Cursos sobre as bases moleculares das doenças, patologia, anatomia, microbiologia e neurociência, entre outras, foram prejudicadas com o currículo tornando-se mais focado nos aspectos orais da doença e para o desenvolvimento de habilidades clínicas…”

“Em um curso de anatomia humana de uma faculdade de odontologia, um aviso foi deixado em um livro indicando: “dentistas param por aqui.” O que estava “abaixo da linha” eram a pelve e as extremidades…”

“Quando um acadêmico de odontologia (ou residente) roda como faz um estudante de medicina em um serviço clínico eles são imediatamente reconhecidos (…) têm a oportunidade de aprender e ensinar uma nova geração de profissionais de saúde sobre questões de saúde bucal. Não só os seus colegas de classe, mas também os enfermeiros, farmacêuticos e outros no ambiente de educação interprofissional aprendem sobre a saúde bucal e começam a valorizá-la…”

“A Odontologia não é uma profissão independente, porque é mais fácil, porque é uma profissão de segunda escolha ou porque é preciso saber a menos para ser dentista…”

__________________________

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *