Previna o câncer de boca. Consulte um estomatologista.

Campanha do CRO-MS é de grande valor mas divulgação comete falhas ao não mencionar a Estomatologia (especialidade mais ligada ao diagnostico do câncer bucal) , citar o autoexame (não recomendado pelo INCA) e não lembrar a dor como sintoma de alerta.

Veja abaixo:

______________________

Semana de prevenção ao câncer bucal conta com mais de 450 profissionais

Profissionais de saúde bucal da rede municipal participam da Semana de Prevenção ao Câncer Bucal com o tema “Previna o câncer de boca. Consulte um dentista”, profissionais de saúde bucal da rede municipal participaram da Semana de Prevenção ao Câncer Bucal, organizada pelo CRO-MS (Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso do Sul). (…).

Mais de 450 odontólogos e profissionais da área, sendo cerca de 380 da rede municipal de saúde participaram da abertura do evento que contou com a presença do coordenador do Serviço de Odontologia da Sesau, David Chadid. Durante o evento, os profissionais assistiram a uma palestra sobre prevenção de câncer de boca, para melhorar o atendimento à população na unidades de saúde da Capital. (…)

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), em 2012 foram detectados 14.170 novos casos de câncer de boca em todo o país, sendo 9.990 em homens e 4.180 em mulheres. (…)

De acordo com Giovanini, o diagnóstico precoce aumenta em até 80% a chance de cura. “Os pacientes que detectarem alguma alteração na boca, feridas, sangramentos devem procurar uma unidade de saúde mais próxima para iniciar o tratamento, caso necessário”, finalizou.

Ter uma boa higiene bucal, escovando os dentes quatro vezes ao dia, de preferência após todas as refeições, ter um acompanhamento odontológico freqüente, ter uma dieta saudável, rica em frutas e legumes, evitar o consumo excessivo de álcool, o uso excessivo de cigarros são as principais dicas para diminuir a chance de ter um câncer de boca, segundo Chadid. Além disso, realizar um autoexame da boca, percebendo qualquer tipo de alteração como feridas, inchaços ou manchas é só procurar uma unidade de saúde.

Fonte: http://www.capitalnews.com.br/ver_not.php?id=255293&ed=Sa%C3%BAde&cat=Not%C3%ADcias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *