Ácido tranexâmico, o Neymar da Hemostasia Oral

É a cara do Neymar...

É a cara do Neymar...

____________

Hemorragias bucais são situações sérias e desagradáveis para dentistas e pacientes. Um importante auxiliar na obtenção da hemostasia (ou controle do sangramento) é o ácido tranexâmico (nomes comerciais, transamin e hemoblock). Desenvolvido nos anos 1960, atua na estabilização do coágulo, dificultando a ação da lisina, que é abundante na saliva humana.

Cirurgiões dentistas devem conhecer bem este verdadeiro craque do controle das hemorragias, pois atua no local ou por via sistêmica. Veja o texto disponível no portal do ministério da saúde sobre suas indicações. Sua utilização pode, por exemplo, ajudar na viabilização de procedimentos cirúrgicos em pacientes com restrição de retirada de anticoagulantes.

É importante lembrar que não se deve abdicar de uma boa anamnese e exames laboratoriais para prevenção de causas sistêmicas das hemorragias. Da mesma forma, uma técnica cirúrgica bem realizada será extremamente útil e muitas vezes pode evitar a necessidade do uso dos antifibrinolíticos como o ácido tranexâmico ou seus similares.

Vejam ainda artigo sobre o uso do AT, intravenoso no controle de hemorragias em cirurgias ortognáticas.

Encontro de Odontologia no Hemorio – 2008

ENCONTRO HEMORIO DE ODONTOLOGIA

12 de setembro
08:00 – 09:00 Recentes avanços na cirurgia bucal de pacientes com coagulopatias hereditárias – Eduardo Rey – Instituto de Investigacione Hematológicas Mariano R. Castex e Faculdade Nacional de Odontologia – Buenos Aires, Argentina

Coordenação: Wellington E. S. Cavalcanti – HEMORIO – RJ
09:00 – 10:15 MESA REDONDA – Procedimentos odontológicos em imunossuprimidos

- Laserterapia em paciente com mucosites – Héliton Spíndola – INCA – RJ
- Preparo odontológico de pacientes para transplante de medula óssea – Lisiane Cristina Bezerra – HEMORIO – RJ
- Odontologia hospitalar – Paulo Sergio S. Santos – Santa Casa – SP

Moderador: Prof. Arley Silva Jr. – Faculdade de Odontologia – UFRJ

10:15– 10:30 I N T E R V A L O
10:30 – 12:00 MESA REDONDA – Tratamento odontológico de pacientes com coagulopatias:

- Protocolo de tratamento dos pacientes anticoagulados – Maria Elvira P. Correia – UNICAMP – SP
- Importância do tratamento periodontal como prevenção de

endocardites bacterianas em pacientes anticoagulados – Paulo Moreira – Instituto Nacional de Cardiologia – RJ
- Atendimento odontológico da criança com coagulopatias hereditárias – Elizabeth Camilo – Hospital de Apoio – Brasília
- Cirurgia oral menor em pacientes com coagulopatias hereditárias – Wellington E. Santo Cavalcanti – HEMORIO – RJ

Moderador: Hudmilla Umebara de Souza – HEMORIO – RJ

12:00 – 14:00 I N T E R V A L O
14:00 – 15:00 Ortopedia funcional dos maxilares em pacientes com doença falciforme: Primeiros resultados – Jorge Barbosa Pinto – HEMORIO – RJ

Coordenação: Eduardo Motta Jr. – HEMORIO – RJ
15:00 – 15:45 Novos desafios para o dentista e a odontologia no tratamento das manifestações bucais de doenças sistêmicas – Sandra Torres – UFRJ

Coordenação: Lisiane Cristina Bezerra – HEMORIO – RJ

15:45 – 16:00 I N T E R V A L O
16:00 – 17:00 Perguntas aos especialistas – Coordenação: Wellington E. S. Cavalcanti – HEMORIO – RJ

Participantes:

Eduardo Rey – Buenos Aires, Argentina
Paulo Sergio S. Santos – Santa Casa – SP
Maria Elvira P. Correa – Unicamp, Campinas – SP
Sandra Torres – UFRJ
Jorge Barbosa Pinto – HEMORIO – RJ

zp8497586rq