Bons ventos para a Odontologia Hospitalar

Tendo ido ao último encontro das Comissões de Odontologia Hospitalar dos CROs, em Belém – PA, representando o CRORJ, pude constatar in loco a boa vontade que tomou conta dos CDs envolvidos na estruturação da área.

Atendendo ao que foi determinado no encontro anterior, em Porto Alegre – RS (meados de 2014), um debate sobre a inserção da OH no meio público e privado foi iniciado e várias ideias sugeridas, além de conversarmos sobre o que já foi efetuado, como a RDC 7, 50 e a portaria 1032 (incluindo a nota técnica que amplia seu conceito para todos os procedimentos realizados no ambito hospitalar).

No debate sobre a inserção e financiamento no setor privado ficou patente a necessidade de ampliação das codificações de procedimentos odontológicos na tabela da ANS – TUSS de aplicação hospitalar. Atualmente só existem procedimentos do escopo da cirurgia bucomaxilofacial, o que dificulta a cobrança de serviços a serem executados pelo CD hospitalar junto aos leitos e mesmo no ambulatório e centro cirúrgico.

Outra discussão importante se deu sobre a necessidade de se determinar as atribuições do CD hospitalar para que sirva de parâmetro à elaboração das competências da habilitação em OH, que está em processo de estruturação pelo CFO. Este tema será, inclusive, o principal assunto a ser discutido no próximo encontro, programado para Curitiba - PR em abril ou maio deste ano (as residências também serão abordadas). E ao contrário do encontro de Belém, será aberto também à participação de associações odontológicas que possam agregar valor ao importante trabalho do CFO de formatar esta nova e promissora pós-graduação oficial.

Ao fim do evento, magnificamente organizado pela COH do Pará, em uma última conversa de bastidor (portanto não oficial), fui positivamente surpreendido por uma colega de outra comissão que sugeriu a realização de uma atividade científica, coordenada pelas comissões de OH, em um futuro nem próximo e nem distante. Este evento poderia ser um agregador de CDs que hoje não estão mais fazendo parte das comissões, mas que ainda têm muito a contribuir como profundo conhecedores da área. Também seria uma forma de reunir em um só evento alguns colegas que participam de entidades odontológicas e médicas e que por vezes não se conhecem a despeito de atuarem em segmentos semelhantes.

Assim, de forma mais do que agradável, eu e meu amigo Almir Oliva, que também representou o Rio de Janeiro neste encontro, nos despedimos dos demais, de Belém e dos encontros oficiais das comissões de OH, pois que uma nova comissão deverá assumir os trabalhos após a eleição que ocorreu no CRORJ em fins de 2014.

Fica aos demais representantes estaduais, aos membros dos conselhos regionais e federal, a certeza de que com uma atitude agregadora, comprometida e focada nos interesses maiores da profissão essa área da OH será um exemplo de sucesso que muito dignificará o nome da Odontologia.

Residência Multiprofissional em Odontologia Hospitalar (UTI) – Sergipe

Inscrições para residência em UTI no Hospital Cirurgia
Residência Multiprofissional em Terapia Intensiva Adulto
(Foto: Arquivo Portal Infonet)

O Hospital de Cirurgia anuncia que estão abertas as inscrições para a Residência Multiprofissional em Terapia Intensiva Adulto. São duas vagas para cada uma das profissões do programa — Fisioterapia, Enfermagem, Odontologia e Serviço Social. As inscrições vão até o dia 5 de janeiro de 2015. O candidato pode se inscrever através do site, onde também está disponível o edital do concurso para mais informações. Os aprovados receberão, pelo período de dois anos, uma bolsa do Ministério da Saúde no valor de R$ 2907,00.

Sobre a Residência Multiprofissional

A Residência Multiprofissional tem caráter interdisciplinar e oferece ensino e atendimento odontológico, fisioterápico, de enfermagem e serviço social aos pacientes internados nas duas Unidades de Terapia Intensiva do Hospital de Cirurgia, além de atuar decisivamente na recuperação daqueles que passaram por procedimentos cirúrgicos, contribuindo para a diminuição dos tempos de internamento e otimizando a reabilitação.

Cada vez mais a assistência ao paciente em UTI é feita de forma multiprofissional. A publicação da Resolução N° 7 da Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, que tornou obrigatória a presença nas UTIs de vários profissionais da área da Saúde, tais como cirurgiões dentistas, assistentes sociais e fisioterapeutas, entre outros, só fez acentuar a necessidade de preparar tais profissionais para atuar de maneira integrada.

Os residentes do Serviço de Odontologia Hospitalar atendem a pacientes internados nas UTIs do Hospital de Cirurgia, contribuindo para a redução do tempo e dos custos de internação e aumentando a oferta de leitos. Pacientes entubados podem vir a desenvolver pneumonia, uma das maiores causas de mortalidade em UTIs, e os cuidados com a saúde bucal diminuem em até 70% a incidência dessa patologia, de acordo com dados da literatura internacional e comprovados pela Comissão de Controle de Infecções Hospitalares do HC.

O Serviço de Fisioterapia também atua na recuperação e reintegração dos pacientes, contribuindo para a diminuição dos tempos de internação e otimizando a reabilitação; apenas na UTI Cardiológica, o tempo médio de internação passou de 12 para 7 a 8 dias.

O profissional de Serviço Social desenvolve, em conjunto com uma equipe multiprofissional, uma interação comunicativa essencial, colocando em prática sua disponibilidade interna para se envolver em ações recíprocas pessoa-a-pessoa e o compromisso de usar a comunicação como um instrumento terapêutico.

Já o foco do enfermeiro intensivista é aplicar o Processo de Enfermagem, instrumento que direciona o profissional a tomar decisões, gerenciar e avaliar o cuidado de enfermagem ao paciente crítico, desenvolvendo ações nas áreas de gestão, ensino, pesquisa e assistência e possibilitando a sistematização da prática assistencial individualizada e integral.

Sobre o Hospital de Cirurgia

O Hospital de Cirurgia, fundado em 1923, é um Hospital Geral, com serviços terciários de referência para o Sistema Único de Saúde em atendimentos ambulatoriais, de média e alta complexidade para todo o estado de Sergipe. Mantido pela Fundação de Beneficência Hospital de Cirurgia, é o maior prestador de serviços ao SUS no Estado de Sergipe.

Fonte: http://www.infonet.com.br/saude/ler.asp?id=167051

Simplesmente sensacional

UEM aceita inscrição para Residência em Odontologia em Maringá

As inscrições para os cursos de Residência em Odontologia da Universidade Estadual de Maringá (UEM) estão abertas até o próximo dia 31, em Maringá.São ofertadas duas vagas em cada uma das seguintes áreas: Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial; Endodontia, Odontopediatria, Periodontia, Prótese Dentária, Saúde Coletiva e da Família, Radiologia Odontológica e Imaginologia.

Os cursos oferecem bolsas de estudo provenientes do Ministério da Saúde, no valor aproximado de R$ 2,9 mil. As inscrições poderão ser realizadas pessoalmente ou mediante procuração, registrada em cartório, ou ainda encaminhadas via correio à Av. Mandacaru, nº 1.550, Bloco S-08, Zona 21, Maringá – PR, CEP 87080-000.

Documentos obrigatórios:

No ato da inscrição o candidato deverá apresentar fotocópia do diploma de graduação em Odontologia ou declaração de ser aluno regularmente matriculado no último ano do curso e com a data prevista de colação de grau. Além de fotocópias do histórico escolar do curso e dos documentos pessoais também é exigido comprovante de inscrição no Conselho Regional de Odontologia ou declaração de que sua graduação é reconhecida pelo MEC ou órgão correspondente no país em que foi realizado o curso. Por último, deverá incluir duas fotos 3X4 recentes, o currículo atualizado e documentado, a ficha de inscrição preenchida e o comprovante de pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 200. A ficha e o boleto bancários estão disponíveis no site www.dod.uem.br, clicando nos links Pós-Graduação e Residência.

As provas serão aplicadas nos dias 21 e 22 de novembro e o resultado sai no dia 6 de dezembro. Os aprovados deverão efetivar a matrícula entre 9 e 13 de dezembro.Outras informações pelo site, onde estão publicados os editais completos, ou ainda no Departamento de Odontologia, pelo fone  44 3011-9050.

Fonte: http://maringa.odiario.com/maringa/noticia/778734/uem-aceita-inscricao-para-residencia-em-odontologia-em-maringa/