Fale conosco

Entre em contato conosco no espaço para comentários abaixo ou envie um email para atendimento@medicinaoral.com.br.

Coordenação: Paulo A Pimentel Jr (CRO-RJ 15.822-8)

Entidades nas quais é membro ou exerce função diretiva:

Mais informações sobre a medicina oral e seus segmentos podem ser obtidas no site: www.medicinaoral.com.br

47 ideias sobre “Fale conosco

  1. Vivo em Lisboa e no momento estou elaborando um projecto de tese de Doutoramento cujo tema esta relacionado com a “Motivação em saúde oral de pacientes com necessidades especiais”. Gostaria de receber a relação de temas e dos palestrantes participantes do último congresso cujo tema foi “Odontologia para pacientes Especiais: Ciência e Sensibilidade. Quebrando limites e limitações”, realizado em Santos.
    Grata pela vossa atenção.
    Solange Silva

  2. Gostaria de ter informações sobre como faaço para especializar-me na area , pois já atuo em um grande hospital regional. Quais escolas devo cursar? Tenho 24 de formado, meu CRO é 6981, resido no Rio Grande do Sul, na cidade de Passo Fundo. Trabalho como clinico geral, tenho aperfeiçoamento em implantes e ortodontia, e também atendo dentro do Hospital São Vicente, os seus funcionários. Já prestei trabalhos em uma equipe multidisciplinar de transplante de figado, neste mesmo hospital. Aguardo um retorno. Obrigado

  3. Presidi uma das comissões de novos especialistas em DTM em BH em 2003 e lembro que haviam centros de atendimento públicos. Tente informações na Secretaria Municipal de Saúde ou em centros acadêmicos como UFMG.
    Colegas de BH que queiram se manifestar estejam a vontade.

  4. Respondendo ao Dr. Mario Martineli, recomendo a UFRGS – lá conheço o Prof. Eduardo Grossman que coordena esta área e deve ministrar cursos de especialização.
    Colegas do RGS que queiram se manifestar estejam a vontade.

  5. Olá Dr Paulo,
    Estava navegando e descobri seu blog por acaso. Sou endodontista, estou cursando doutorado na área, mas fiz mestrado em microbiologia médica humana e me interesso muito por essa visão global do paciente odontológico…Na verdade, acredito que não poderíamos separar a odonto da medicina e gostaria de apoiá-lo nessa causa da maneira que eu puder…Iniciativas como a sua só ajudam a engrandecer a odontologia, colocando-a em seu adequado patamar, de direitos e deveres…
    Assim, resolvi escrever para receber informações de palestras e fóruns que vcs promovam na área.
    Desde já agradeço,
    Um abraço
    Dra Renata Ximenes

  6. Renata,
    Obrigado pela sua opinião e apoio. Tudo o que fazemos tem sido publicado aqui. E este ano já ajudamos na organização de um Encontro de Medicina Oral e um Fórum no CIORJ.
    Agora o objetivo é atuar na estruturação da Odontologia Hospitalar, além das capacitações no HSE (Medicina Oral) e ABORJ (Dor Orofacial).
    Você pode também se inscrever para receber os novos artigos por email.
    Abs
    Paulo Pimentel

  7. Olá Dr. Paulo, sou Fisioterapeuta, e gostaria de parabeniza-lo pelo blog, e agradecer pela divulgação dessa área, de DTM e DOF, já que a mesma, a meu ver, tem sua importância minimizada e pouco divulgada, mesmo pelos colegas dentistas; pelos fisioterapeutas então, nem se fala. Venho trabalhado a cerca de 1 ano na área, e encontro muita dificuldade no acesso aos dentistas, CD, e especialistas em DTM, não sei se por descrédito, ou por desconhecimento dos importantes benefícios que a fisioterapia traz para o paciente vítima de DTM e DOF. Por isso parabenizo-o pela divulgação nesse espaço democrático; e que todos possamos nos ajudar, e principalmente trazer o melhor para o paciente.
    Estou a disposição, para qualquer necessidade,

    Saudações

    Daniel Hacker Barbosa
    Fisioterapeuta
    Crefito – 2 89664-F

  8. Paulo,
    As matrizes curriculares atuais, pelo meu viés, estão atropelando os conhecimentos básicos; tão necessários à formação do profissional CD.
    Tenho participado, em oficinas pedagógicas, e observo que existe uma imposição pedagógica (que não conhece o tema), mercadológica (mantenedoras, que também não conhece o tema) na construção destas matrizes.
    Em resumo: ao aluno (não mais aluno e sim cliente) é facilitado a sua progressão acadêmica sem o mínimo de conhecimentos básicos; ou seja, estes, provalvelmente, terão uma sensação de que adquiriram conhecimentos. Entretanto, não!
    Sou docente na área básica desde 1989. Observando (e gritando) a decadência do ensino superior no Brasil!

  9. Prezado Dr. Paulo:

    Atualmente estou concluindo doutorado na área de estomatologia. Trabalho há 5 anos com assistência domiciliar e instituições de longa permanência para idosos.
    Estou desenvolvendo um projeto de implantação de serviço de odontologia hospitalar e me encontro com dificuldades para calcular os custos da implantação deste serviço. Há algum lugar ou alguém que possa me auxiliar?

    Grata Adriana

  10. Adriana,
    O custo de uma atividade deve ser calculado com base em alguns fatores:
    - gasto financeiro envolvido (direto)
    - horas trabalhadas no desenvolvimento
    - horas trabalhadas na execução
    - custo de sua preparação pessoal e profissional
    - mais o lucro esperado (pois ainda vivemos em um país capitalista)
    No final há que se avaliar o mercado, para adequação de valores.
    Esta é minha contribuição, mas certamente um administrador pode lhe ajudar melhor a fazer a conta.

  11. Paulo, você poderia mandar a imagem da gravação feita comn o propósito de intensificar a campanha para CD na UTI?
    Farei uma palestra em uma jornada “feita às pressas” e gostaria de incluí-la no meu POWER-POINT como fechamento. Isso até sexta-feira dia 4/12.
    Com mais calma vamos trabalhar em um evento maior e com maior divulgação onde poderei também discorrer sobre CD na maternidade e na UTI neo.
    Abs. Mônica Macau
    Mônica Macau

  12. Foi maravilhosa a aula do Prf Joel Alves no encontro mensal do grupo de Medicina Oral e Odondologia Hospitar no CRO.
    Valeu ter enfrentado a chuva e ter ido conferir
    Parabéns
    Dra Cristina Ramalho

  13. Olá, boa tarde. Eu chamo-me Isabel e sou finalista de Medicina Dentária na Universidade do Porto e tenho como tema de tese de final de curso”Nevralgia do Glossofaríngeo:Diagnóstico Diferencial com Distúrbios Temporomandibulares”. Tem sido muito dificil encontrar um caso clínico aqui em Portugal. Gostaria de saber se há alguém que ao frequentar este blog tenha ou conheça algum Médico Dentista com um paciente de Nevralgia do nono par craniano de forma a emprestar-me fotografias e história clínica.
    Muito obrigado
    Com os maiores cumprimentos
    Isabel Dias

  14. Isabel,
    O tema escolhido por você me é muito caro. Há poucos meses um colega nosso apresentou um caso de um paciente com Neuralgia do Glossofaríngeo que estava sendo tratado como DTM.
    Temos todo o caso, inclusive com radiografias.
    Mas, as neuralgias são condições que tem um diagnóstico eminentemente clínico. Os exames de imagem só terão algum valor para descartar outras doenças ou se existem alterações próximas, ou mesmo dentro, das estruturas nervosas.
    Acho que seria mais interessante para você buscar um caso em artigos publicados.
    No pubmed (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/sites/entrez), digitando “glossopharyngeal neuralgia” vc obtem 70 artigos gratuitos que podem lhe servir de ilustração em seu trabalho.
    Abs e boa sorte

  15. Ola Dr Pimentel
    Parabéns por este bom canal de informações. Infelizmente, ainda não conseguimos a implantação de serviços de DT DOF em nossos hospitais, como jáacontece em todo omundo. Uma questão de tempo e esforços como o seu.
    A sua disposição.
    João Paulo Tanganeli
    Especialista e Mestre em DTM DOF pela UNIFESP
    11- 38626880

  16. Prezado Paulo,
    Acompanho seu blog constantemente e participei do primeiro encontro de odontologia hospitalar no Rio de janeiro, no segundo não pude comparecer. Atuo no particular a pacientes em ambientes hospitalares/ centros cirúrgicos. Sou tb funcionário público e fiquei muito satisfeito com a recente inclusão da odontologia nos hospitais pela PORTARIA 1,027 DE 05 DE MAIO DE 2010. Tenho interesse de desenvolver essa área tb na prefeitura, qual seria o melhor caminho? vc saberia orientar?
    Grande abraço, Francisco

  17. Caro Francisco,
    Tudo vai depender do interesse de sua prefeitura e apoio dos serviços médicos e de enfermagem do seu hospital.
    Certamente sua disposição e conhecimento do assunto ajudarão muito nas suas conquistas.
    Porém, hoje, já há farta literatura e legislação que fundamentam a sua atuação.
    O melhor seria conversarmos pessoalmente (encontros mensais do GMOH-RJ) ou por email (veja acima).
    Abs
    Paulo Pimentel

  18. OLÁ ,GOSTARIA DE SABER COMO O HOSPITAL REPASSA O PAGAMENTO DO DENTISTA QUE ATUA HOJE NA UTI, TENHO AQUELE CURSO DO HOSPITAL SIRIO LIBAN~ES E QUERIA ATUAR AQUI NO HOSPITAL DA MINHA CIDADE MAS PRECISO DE ORIENTAÇÕES DE COMO O HOSPITAL VAI PASSAR PRA MIN FINANCEIRAMENTE.

  19. Olá Letícia,
    A discussão sobre contratos de trabalho é livre no Brasil. Você deve avaliar o preço do mercado em serviços similares.
    Segundo advogados que consultei, há necessidade de vinculação trabalhista com o hospital. Ainda segundo eles, não há respaldo jurídico para a terceirização de serviços executados para a atividade fim.

  20. Prezado Dr. Paulo,
    Primeiramente, gostaria de dar meus parabéns ao nobre colega, por sua atuação na implementação da odontologia hospitalar .
    Gostaria de atuar nesta área.Já temos no RJ algum curso de capacitação?
    Antecipadamente, agradeço por sua atenção .
    Klaus O. Telles
    Cirurgião-dentista e Biomédico

  21. Bom dia Dr. Paulo,

    Sendo o responsável pela inserção da odontologia hospitalar no CRO RJ, gostaria de saber informações sobre a possibiidade de validação o aceite do diploma de Aprimoramento (Lato senso) em Odontologia Hospitalar, curso realizado no Hospital das Clinicas – USP, em SP , com duração de 2 anos. Que ainda não é reconhecido pelo CRO RJ. Terminarei o curso em fev. de 2011 e gostaria de saber como devo proceder. Grta Raquel R

  22. Cara Raquel Richelieu,
    Tenho atuado no CRORJ para, entre outras coisas, oficializar esta área de formação.
    Veja o último post sobre o assunto em http://medicinaoral.org/blog/2010/11/07/ata-da-reuniao-sobre-a-capacitacao-em-mooh/
    Temos tentado estimular outros estados a fazer reuniões semelhantes para, no próximo CIORJ em julho de 2011, fechar uma proposta para envio ao CFO visando o reconhecimento desta área de atuação.
    Acredito que sua formação e vivência no tema seja de grande relevância para esta discussão.
    Esta semana enviei email ao Siqueira, aí da USP, sobre o caminho que estão tomando as pós graduações na OH.
    Há uma em andamento na Paraíba, com 360 horas de duração, com autorização pelo Ministério da Educação, e devem haver outras.
    Contamos com a sua participação nesta discussão.
    Abs
    Paulo

  23. Por indicação de um periodontista, tenho procurado em São Paulo-SP um especialista em Patologia Bucal ou Dermatologista Oral e não encontro nenhum profissional com essas especialidades. Por meio da internet encontrei esse site, e gostaria de saber se entre os membros do grupo tem algum profissional patologista bucal ou dermatologista oral que atende na zona sul de São Paulo, se tiver em outras região da capital também é bem vinda a indicação.

    Atenciosamente,
    Helder Costa

  24. Boa TARDE, GOSTARIA DE SABER SE AINDA A VAGAS PARA ESTE CURSO:
    Reunião Paralela:
    CONGRESSO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO
    Grupo de Estudos de Odontologia Hospitalar – GEOH
    Diretrizes e estratégias para a odontologia hospitalar
    30 Lugares
    30/01/2011
    14h-16h
    REP-017 – Auditório C2 – 5º Andar

    Enviado por: Paulo Sergio da Silva Santos

    SOU ESTUDANTE DE ODONTOLOGIA NA OSEC-UNISA E ESTOU NO ÚLTIMO ANO, GOSTARIA MUITO DE ESTAR PARTICIPANDO POR QUE ALEM DO TEMA QUE ME INTERESSA MUITA IRA ME AJUDAR NO MEU TÉRMINO DE CONCLUSÃO DE CURSO QUE É O MESMO TEMA.
    GRATA FICO NO AGUARDO URGENTE
    OBS: EM CASO DE NOVOS CURSOS GOSTARIA DE RECEBER INFORMAÇÕES

  25. ola dr paulo

    me chamo luana, sou dentista e estou cursando uma residência multiprofissional em saúde, com area de concentração em nefrologia, no hospital universitário presidente dutra, em são luis-ma.
    gosto muito da area hospitalar. e gostaria de conversar com o senhor um pouco sobre essa area, e tambem saber como seria o reconhecimento dessa minha pos-graduação pelo CFO.

    gostaria que me mandasse seu email, pois nao to conseguindo entrar pelo link aqui do site..

    obrigada

    abraços

  26. Aos leitores,
    Praticamos a Odontologia Hospitalar em um hospital maternidade, trabalhamos com as puérperas, mães com alto risco de gravidez, mães com recém nascidos internados em UTI e recém nascidos em unidade intensivas, temos um ótimo resultado, gostaria de saber se algum colega tem a mesma experiência para trocarmos idéias.
    Atenciosamente

  27. Bom dia, Dr.Paulo.
    O encontro de ontem foi gratificante no que tange o direcionamento do projeto de formalização da odontologia hospitalar. A formatação do curso de aperfeiçoamento abrange tópicos importantes para o profissional. O planejamento da grade de palestras e a escolha dos palestrantes para o CIORJ tem respaldo científico e um tom agregador.Parabéns.
    Gostaria de enviar meu curriculo para me candidatar ao curso.

  28. Bom dia.
    Dr.Paulo Pimentel muito louvavel, sua coragem e bravura em tomar frente dessa situação , gostaria muito de participar mesmo a distância, assim como o colega de Goias, peço que coloque o Acre no seu grafico afinal, a medicina oral precisa ganhar proporções nacionais, um abraço
    Sandro Luiz Vieira Jorge
    Especialista em Estomatologia e CTBMF CRO/AC-513

  29. Os estados só entram no gráfico se possuirem algo de “aconchegante”, como as Caldas Novas, por exemplo, heheheh
    Prometo que o Acre também terá seu número lá, mas na próxima edição das estatísticas do site.

  30. Sou dentista, especialista em pacientes com necessidades especiais, e visito regularmente o medicinaoral.org.br… Há muito tempo procuro informações sobre alguns cursos e tenho encontrado dificuldade em localizar instituições que estejam na ativa com estes cursos…
    1- SBV (BLS) com certificação da AHA
    2- APH – podendo ser com certificação nacional
    3- Mestrado ou doutorado em acientes especiais
    … e gostaria de saber se opdem me ajudar a encontra-los

    … de preferência na região sul do brasil!!!
    Obrigado!!

    Guilherme

  31. Pingback: Medicina Oral » Curso de BLS em São Paulo

  32. Por ser diretor Ação Social Camiliana e por ter Trabalhado no Instituto Brasileiro de Reeducação Motora, atendendo pacientes especias ,acho interessante e me interesso por essa área ,gostaria de saber o que para me cadastrar ,para poder trabalhar nesta área.

  33. Pingback: Medicina Oral » Dor Orofacial, Disfunções da ATM e Patologia Bucal

  34. Ola Dr. Paulo.
    Sou estudante de odontologia da Univerdade Paranaensa- UNIPAR, e gostaria de obter informaçoes sobre a aprovação do projeto de lei 2.776/2008.Estou desenvolvendo um trabalho sobre essa obrigatoriedade do CD nas UTI( Unidades de Terapia Intensiva) para apresentação em nossa Jornada. Agradeço no que puder me ajudar em novidades.

    Att. Herica G. Gonçalves

  35. Ola dr Paulo.
    percebemos uma mancha escura na parede da boca de meu pai que ja tem 86 anos, como se fosse um hematoma, gostaria de saber qual especialista devo procurar para tirar minha dúvida.Moro em São José do Rio Preto e preciso procurar atendimento pelo convenio pela especialidade.
    Desde já meu muito obrigada.

    Att. Renata Maria Frausto

  36. Grande amigo e Mestre Paulo Afonso.
    Tenho um material didático interessante sobre suporte básico de vida pois sou socorrista formado pela Cruz Vermelha brasileira onde atuei como voluntário durante um ano.Minha ideia seria falar sobre suporte básico de vida de forma geral e focar na RCP parte teórica e prática.Ficaria muito feliz em mostrar um pouco da minha experiência nesta área e poder ajudar vocês e aos colegas de turma. Forte abraço Leandro Boyd. Aluno do curso de OH da ABORJ 2013.

  37. Dr. Paulo.
    Me chamo Priscila, sou dentista e estou muito interessada em obter informações sobre o curso de odontologia hospitalar no RJ. Onde cursar, início do curso, local, horários (módulos mensais se houver), e valores. agradeço desde já.

  38. Como fiquei sabendo da realização do curso agora, gostaria de saber se existe alguma programação, para o mesmo curso em 2014. Desde já meus agradecimentos.

  39. Oi Dr. Paulo, eu me chamo Alex, e queria explicitar que a respeito da medicina oral, no Brasil, já se tem uma publicação de um livro intitulado Medicina Bucal, o que pode servir de ponte para que a nomenclatura de odontolologia pelos conselho federal mude para medicina bucal com extensão consequentemente para as universidades também, para que os novos bacharéis recebam já o diploma de Medicina Bucal na graduação. É minha opinião. A respeito das especialidades, continuariam normalmente estomatologia, odontologia clínica, cirurgia e traumatologia, ATM e dor, odonto hospitalar, saúde coletiva, pacientes especiais, etc.

  40. Boa noite
    Tenho muito interesse em ser um representante da sua luta no Norte do Paraná.
    Sou dentista e sigo a sua página há 2 anos. Estou realizando um projeto onde iremos abrir uma clínica de Medicina Oral. Mas precisamos de mais subsídeos e orientações. Por isso o meu interesse em começar uma parceria.
    Obrigado
    Dr Alexandre Ricci Netto

Deixe uma resposta